Dicas de Segurança para Escoramento de Trincheiras

Escoramento de trincheiras refere-se ao sistema de apoio que inclui Adereços de madeira ou aço, e outros mecanismos de apoio instalados para fortalecer as paredes de uma trincheira para proteger os trabalhadores dentro dela, enquanto executam atividades como construção, manutenção ou reparos.


De acordo com estatísticas, 25 trabalhadores estão sendo mortos todos os anos em escavações e escavações, onde 3 em cada 4 são devido a cavernas ou colapso do solo. O número de fatalidades em escavações e trincheiras é surpreendentemente o maior de todos os tipos de operação de construção.


fornecedor de trincheiras

Devido ao aumento alarmante de fatalidades e ferimentos graves, a OSHA intensificou seus esforços de longa data, empreendendo uma campanha de ênfase nacional e intensificando a aplicação dos regulamentos em questão. Abaixo estão algumas das regras gerais de escavação e escoramento de valas definidas pela Organização:


1. Equipamentos pesados devem ser mantidos longe das bordas da trincheira


No trabalho em vala, principalmente no processo de escoramento, são mantidas medidas de segurança que garantam o bem-estar das pessoas que nela trabalham. A queda de equipamentos pesados dentro de trincheiras é um fenômeno comum que provou ser perigoso para os trabalhadores. A medida de segurança que sempre deve ser tomada em relação a ele é evitar colocá-los nas bordas das valas, pois os casos de deslizamento do solo podem levar a acidentes fatais.


2. Evitar trabalhar sob cargas elevadas


Ambientes que envolvem cargas elevadas, equipamento suspenso e conhecimento tendem a sofrer quedas, especialmente como resultado de uma falha dos degraus de elevação ou queda de uma peça. Trabalhar em um ambiente de trincheira apresenta perigos com as cargas elevadas, especialmente quando envolve muitos trabalhadores concentrados em um local específico. O trabalhador competente deve ser informado sobre os riscos envolvidos com as cargas elevadas e suspensas e deve informar os colegas de seus perigos.


3. A vala deve ser inspecionada a cada início de um turno


Os diferentes trabalhadores operam com uma abordagem diferente, quaisquer que sejam os denominadores comuns que estejam à mão. Por esta razão, cada vez que uma nova mudança de trabalhadores vem ao local, eles devem garantir que a trincheira é estruturalmente sólida em relação às ferramentas, equipamentos e desalinhamentos. Isto garante que o processo é continuado convenientemente. Por conseguinte, a inspecção é fundamental após cada mudança para garantir que a segurança de todos os trabalhadores não está em jogo.


4. Toda a carga adicional deve ser mantida a uma distância Segura


As cargas de sobrecarga representam uma ameaça no caso de escoramento de valas, pois aumentam a pressão externa do solo. Em caso de escoramento de valas, as cargas de sobretaxa devem ser mantidas a pelo menos 2 metros de distância do local. Isso garante que a carga que vai atuar na vala seja reduzida, consequentemente, a menor probabilidade de escorregamento ou até mesmo falha.


5. Testando a área para gases tóxicos


Dependendo dos sistemas de tubulação embutidos nela, pode haver vapores tóxicos, gases e condições de oxigênio insuficientes que podem ser inadequadas para os trabalhadores. Desde que seja testado e que a vala seja segura, os trabalhadores podem apenas fazer seu trabalho, enquanto na situação de insegurança, as engrenagens que o habilitam podem ser colocadas para uma condição de trabalho conveniente.




6. Verifique a localização das concessionárias subterrâneas


Serviços públicos, incluindo sistemas de água, linhas de esgoto, óleo e gás podem existir ao lado de uma trincheira. Para repará-lo e garantir que está em boas condições, devem ser evitados danos aos utilitários existentes. Nos processos de escoramento e sustentação das estruturas, um plano de vala deve ser analisado primeiro e as operações devem ser rigorosas conforme estipulado pelo engenheiro. Isso auxilia na proteção das concessionárias e consequentemente reduz os potenciais acidentes e até mesmo o acúmulo de mais custo.


trincheira de escudo

7. Inspeção após uma forte chuva


As fortes chuvas têm o efeito de aumentar a pressão dos poros e desencadear os efeitos da liquefação. Isso pode levar à deformação do solo. Para garantir que a segurança dos trabalhadores seja garantida, a vala deve ser inspecionada para confirmar o potencial deformação ou dano. O processo de escoramento expõe as estruturas associadas à vala a carregamentos adicionais, para as situações de forte aguaceiro, quando a superfície freática é elevada, a inspeção prévia é primordial para que as operações possam continuar.


8. Educar os trabalhadores sobre os perigos associados às trincheiras


As operações de uma trincheira especialmente danificada ou aquela que superou o tempo de vida tem riscos associados. Estes riscos podem ser demonstrados aos trabalhadores antes do seu funcionamento, o que garante que cada um deles pode evitar quaisquer perigos que possam surgir. O risco mais comum no processo de escoramento das trincheiras são as cavernas. Precauções de segurança que garantam que a distância que os trabalhadores mantêm no local é segura e, se possível, pode ser feita uma barreira para bloquear o rastro do solo.


Conclusão


A abertura de valas representa sérios riscos para os trabalhadores e serviços públicos a ela associados. Entender os riscos acima e outros identificados pelo engenheiro responsável pode ajudar muito na prevenção. As dicas acima podem ser utilizadas por padrão na maioria das situações de escoramento de valas, especialmente no processo convencional.


ESC Trench Shoring e Soluções de Segurança


ESC oferece escudos de trincheira que são pesados e robustos, projetados e fabricados em conformidade com as normas nacionais e internacionais. Todas as blindagens são certificadas por engenheiros profissionais terceirizados, seguindo as diretrizes e requisitos dos Padrões Europeus, NAXSA (North American Excavation Shoring Association) e em conformidade com os Padrões OSHA.


Escudos de trincheira ESC, soluções de escora e produtos de chapa de trincheira estão para venda ou aluguel.


Para obter assistência profissional, não hesite em contactar-nos info@escpile.com.br